Numa fase inicial, o Intradition surgiu da necessidade que a Arneiro 1969 teve em afirmar o seu posicionamento no mercado. Um posicionamento que ao longo do tempo se foi direcionando cada vez mais para a Ourivesaria Portuguesa.

A Arneiro 1969 faz parte integrante da Ourivesaria em Portugal e da sua História. É uma ligação inequívoca e única. Dessa ligação surgiu o evento Intradition onde se quis mostrar o que está por trás de uma criação em ouro ou prata. As peças não surgem por acaso. Existem pessoas, que não só pelas mãos, mas também pela visão, pelo coração, pela emoção, transformam matéria prima em algo único e exclusivo.



INTRADITION’17 – ESTAMOS IN E ON

A primeira edição foi desenvolvida sob o conceito Estamos In e On, no sentido de estar “dentro” da Ourivesaria Portuguesa enquanto sector, estando ligados (on) a ela de uma forma muito particular, pela forma como a Arneiro1969 baseou a operação do seu negócio. A jóia é uma peça única pensada e desenvolvida para pessoas únicas. Por esse motivo foram convidados 8 designers/marcas a estar presentes com os seus trabalhos para que na primeira pessoa pudessem expô-los, explicá-los, mostrá-los e ligarem-se de uma forma mais pessoal àqueles que habitualmente não vêem quem, nem o que está por trás das peças – os clientes.

Para além de pretender ligar a Ourivesaria portuguesa e os seus diferentes públicos, numa segunda linha de motivação, a Arneiro 1969 visou homenagear a sua própria história, nomeadamente a do seu fundador, Reinaldo Arneiro – especificamente no momento em que vendia ouro porta-a-porta – reforçando esta ideia de ligação entre a marca e o meio em que desenvolve a sua actividade.  Desta forma, mais que um evento com uma forte vertente técnica e comercial, este é um evento profundamente emocional e de grande significado para todos os que nele têm participado. Assim, foi pedido a cada um dos designers/marcas convidados para a primeira edição do Intradition, desenvolvessem uma peça que representasse a emoção que cada um deles levou deste evento tão especial.

 



INTRADITION’18 – É OUTRA HISTÓRIA. A NOSSA.

Na segunda edição, as ideias de ligação e homenagem à História da Arneiro 1969 mantiveram-se porque é esta a génese deste evento, mas de uma forma distinta. Sob o conceito É outra História. A nossa. continuou a homenagem a Reinaldo Arneiro, especificamente à fase em que as vendas passavam pelas feiras (em especial da zona saloia – S. Pedro, S.João das Lampas, Malveira, Terrugem…). Em simultâneo focou-se esta edição nos parceiros que fazem parte da história da Arneiro 1969. Seja essa uma ligação mais, ou menos recente.

Ao desenvolver este conceito, percebeu-se que o que liga a Arneiro 1969 e os seus parceiros, são valores morais. Assim, emocionalmente foi atribuído um valor moral que a Arneiro 1969 e as marcas/designers partilham, fortalecendo o laço que as liga e contribuindo para o sucesso de ambas as partes. Esta mecânica materializou-se nas bancas de cada designer/marca convidada (desta vez 10), onde estava para além da sua identidade, o valor que cada um partilha com a Arneiro 1969.

Nesta tónica de ligação e partilha de emoções, no final deste evento os 8 designers/marcas presentes na primeira edição apresentaram as peças que desenvolveram como resposta ao desafio proposto no Intradition’17, sendo este o ponto alto e de conclusão do evento.